Atribuição de nomes

Sobre o programa de novos domínios genéricos de primeiro nível

A Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números, fundada em 1998, tem a missão de garantir a estabilidade e a unificação da Internet Uma de suas principais responsabilidades é introduzir e promover a concorrência no registro de nomes de domínio e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e a estabilidade do DNS (Sistema de Nomes de Domínio).

Em 2005, a GNSO (Organização de Apoio a Nomes Genéricos) da ICANN iniciou um processo de desenvolvimento de políticas para considerar a introdução de novos gTLDs, com base nos resultados das rodadas de teste realizadas em 2000 e 2003. A GNSO é o principal órgão de desenvolvimento de políticas para domínios de primeiro nível e incentiva a participação global no gerenciamento técnico da Internet.

O processo de desenvolvimento de políticas durou dois anos e incluiu consultas detalhadas e demoradas com os diferentes grupos constituintes da comunidade global da Internet da ICANN, abrangendo governos, sociedade civil, empresas, partes interessadas de propriedade intelectual e tecnólogos.

Em 2008, a Diretoria da ICANN adotou 19 recomendações de políticas específicas da GNSO para a implementação de novos gTLDs, com determinados critérios de alocação e condições contratuais.

Depois da aprovação da política, a ICANN realizou um processo de implementação aberto, inclusivo e transparente para atender aos interesses das partes interessadas e da comunidade, como a proteção da propriedade intelectual, a proteção do consumidor e a estabilidade do DNS. Esse trabalho incluiu consultas públicas, revisões e colaboração em várias versões preliminares do Guia do solicitante.

Em junho de 2011, a Diretoria da ICANN aprovou o Guia do solicitante e autorizou o lançamento do Programa de Novos gTLDs. Os objetivos do programa são aumentar a concorrência e as opções do consumidor, além de espalhar os benefícios da inovação através da introdução de novos gTLDs, incluindo novos domínios de primeiro nível ASCII e internacionalizados (IDN).

As solicitações foram abertas em 12 de janeiro de 2012 e a ICANN recebeu 1930 solicitações de novos gTLDs. No dia 17 de dezembro de 2012, a ICANN realizou um sorteio de priorização para determinar a ordem em que as solicitações seriam processadas durante a avaliação inicial e as fases subsequentes do programa. Essas solicitações foram processadas pela equipe da ICANN e avaliadas por especialistas independentes terceirizados de acordo com os números de priorização.

No dia 22 de março, a ICANN apresentou o primeiro conjunto de resultados das avaliações iniciais aos solicitantes e ao público.

As solicitações aprovadas na avaliação inicial (sem objeções ou contenções de cadeias de caracteres) se qualificam para avançar para a fase de contrato.


Sobre os domínios de primeiro nível com código de país (ccTLDs)

ccTLDs são domínios de primeiro nível da Internet (TLDs) com duas letras, designados especificamente para um determinado país, Estado soberano ou território autônomo que deve ser usado para servir sua comunidade.

Sobre conformidade de ccTLD

A ICANN não tem autoridade contratual para tomar medidas de conformidade contra operadores de ccTLDs

Embora a ICANN tenha assinado mais de 50 Estruturas de Responsabilidade e Tratados e um número limitado de contratos de patrocínio e MoUs com ccTLDs, o escopo desses acordos é limitado a documentar um pequeno conjunto de funções e responsabilidades de áreas entre o gerente do ccTLD e a ICANN.

Para ccTLDs, isso inclui compromissos de adesão a padrões técnicos pertinentes. A ICANN trabalha de forma cooperativa com os operadores de ccTLDs para resolver problemas técnicos de interesse comum para garantir a segurança, a estabilidade e a operabilidade da Internet.

As políticas de ccTLDs relacionadas ao registro, credenciamento de registradores e WHOIS é gerenciada de acordo com os mecanismos de supervisão e governança pertinentes no país, e o departamento de conformidade da ICANN não tem função nessas áreas.


Links relacionados:

Para entrar em contato com um operador de ccTLD específico para fazer uma reclamação ou identificar suas políticas locais, consulte o banco de dados da zona raiz da Internet, que contém o registro autoritativo dos operadores de cada domínio de primeiro nível com código de país: Banco de dados da zona raiz .

Recursos em nossa região:

LACTLD
MAPA de ccTLDS en LAC